Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
Data: 11/04/2018 Hora: 11:25:00
Asilo precisa regularizar quadro de funcionários, diz Secretária
Webline Sistemas

 

Ass. Comunicação

comunicacao@cmps.pr.gov.br

 

Regularizar o quadro de funcionários. Segundo a secretária municipal de assistência social, Maria de Fátima Skora, este deve ser o foco do “Lar de Idosos São Vicente de Paulo”, para que a entidade consiga receber os recursos públicos da Prefeitura. A informação foi repassada à Câmara durante a sessão ordinária da última segunda-feira (09).

 

Ao participar da reunião com os parlamentares, a chefe da assistência social apresentou a versão do Executivo e o seu diagnóstico sobre a situação do “Asilo”. Skora alegou que a questão a ser debatida no momento, diz respeito a equipe de trabalho da instituição.

 

Segundo a secretária, a direção da entidade precisa viabilizar a contratação de algumas funções, como: coordenador, psicólogo, assistente social e professor para a área cultural. De acordo com a chefe da pasta, uma comissão trabalha junto ao “Asilo” para regularizar estas pendências. Se tais questões forem solucionadas, a Prefeitura já poderá iniciar os processos de liberação de recursos.

 

Quando questionada, Skora se mostrou otimista quanto à continuidade do trabalho do Lar de Idosos. “Eu não acredito que vai fechar, porque os vicentinos não se resumem a uma diretoria. Até porque várias pessoas quiseram tocar o Asilo. Uma diretoria saiu, mas quando uma diretoria sai, o vice-presidente tem 90 dias para convocar novas eleições”, simplificou.

 

Denominador Comum

 

Os vereadores solicitaram dedicação e diálogo entre as partes para que as atividades do Lar de Idosos não sejam paralisadas. “Não podemos dar esse assunto por encerrado, pois é uma questão complicada. A administração diz que não consegue tocar (o Lar) com o que recebe, e se não for regularizado não será possível continuar. Temos que trabalhar com todas as hipóteses, pois é uma responsabilidade do município. É preciso olhar a questão com carinho e tentar achar um denominador comum“, expôs o vereador Márcio do Gás, presidente da Câmara.

 

 

 

 

 

 

Enviar esta notícia para um amigo

Reportar erro

Data: 11-04-2018 00:00:00