Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 

Requerimentos

ProposiçõesProp EmentaEm Situação FinalSit. Final Texto
Com o envelhecimento da população, estima-se que o número de pessoas acima de 60 anos nas cidades será de 900 milhões em 2050. E, conforme mais velhas vão ficando, mais problemas no organismo vão aparecendo. Além dos cuidados com a saúde física, é necessária uma atenção especial com a saúde neurológica das pessoas da terceira idade. Segundo o professor Anderson Amaral, secretário geral da Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz), o nosso cérebro adora uma rotina. Porém essa rotina está associada a diversas complicações, inclusive as doenças degenerativas, como o Alzheimer e o Parkinson. Além disso, outras doenças podem ser acarretadas por conta do isolamento que sofrem, como a Depressão. E é diante desse quadro que se afirma que as atividades sociais dessas pessoas são extremamente importantes e precisam ser mantidas – o que, infelizmente, muitas vezes não acontece. A colaboração do idoso nessa fase da vida é essencial, pois a primeira pessoa que deve entender que suas capacidades cognitivas não são mais as mesmas é ela mesma. Assim, com a aceitação, a postura será modificada e também o diferencial para ter uma qualidade de vida melhor dali pra frente. Envelhecer não quer dizer que a pessoa deve se excluir da sociedade; muito pelo contrário, envelhecer significa que é tempo de se atualizar e de aprender coisas novas que irão estimular a concentração e o equilíbrio. De acordo com o Estatuto do Idoso, Lei nº 10.741, datada de 01 de outubro de 2003, o artigo 10 afirma que “é obrigação do Estado e da sociedade assegurar à pessoa idosa a liberdade, o respeito e a dignidade, como pessoa humana e sujeito de direitos civis, políticos, individuais e sociais, garantidos na Constituição e nas leis”. Ou seja, cada pessoa idosa de nosso país merece e deve possuir os seus direitos prescritos por lei. E, para que isso aconteça, ela própria deve ir atrás, se fazer ouvir e protagonizar a sua própria história. tualmente, uma série de grupos que se voltam à convivência de pessoas de terceira idade está sendo criada, e esses grupos podem ser formados espontaneamente por moradores do bairro, sindicatos ou por iniciativa do governo. Esses grupos tem como objetivo a satisfação do idoso através de atividades como dança, teatro, viagens ou até mesmo a aprendizagem de uma nova profissão ou de um novo idioma. Isso faz com que ele se sinta em crescimento, mesmo que, num primeiro momento, pareça ser sem sentido e aplicabilidade. Diante do exposto, venho por meio deste, solicitar as seguintes informações com relação ao grupo CONVIVER em nosso municipio de Pirai do Sul, cujo o mesmo conta com 46 senhoras. 1) Com relação aos trabalhos manuais que estas Senhoras realizam no Grupo CONVIVER, cuja as mesmas se reunem no antigo prédio do Colégio Rural, existem algumas máquinas que estão estragadas, há previsão para manutenção das mesmas. 2) Com relação aos materiais que as senhoras utilizam para confeccionarem seus artesanatos,artesanatos esses que são distribuidos a comunidade carente do municipio. Esses materiais eram disponibilizados pelo Executivo Municipal nas outras gestões. Na Gestão atual ainda está acontecendo a distribuição dos materiais para o grupo confeccionar seus trabalhos, caso nao seja, informar o motivo e a quantidade repassada dos materiais. 3) Como era de costumes nas gestões passadas, era servido ao grupo CONVIVER da Terceira Idade alimentação para as senhoras, pois muitas passavam boa parte do tempo confeccionando seus trabalhos. Qual o motivo que não é mais ofertado a essas senhoras a alimentação.
-